Sucesso Fake: Músicos Fraudam Números De Streaming Util

03 May 2019 01:51
Tags

Back to list of posts

<h1>Cacho &eacute; Bonito E Lucrativo O Dia</h1>

<p>Com dinheiro e truques digitais, fraude prejudica m&uacute;sicos que t&ecirc;m n&uacute;meros verdadeiros. G1 investiga 'mercado de plays' e fala com sertanejo que admite sucesso inflado no YouTube. O n&uacute;mero que voc&ecirc; v&ecirc; abaixo de um clipe no YouTube ou de uma faixa no Spotify &eacute; cada vez mais consider&aacute;vel pros m&uacute;sicos. Em um mundo em que a m&uacute;sica &eacute; mais digital e menos f&iacute;sica, ter diversos &quot;plays&quot; pela internet aponta sucesso, rende direitos autorais e leva a convites para shows, festivais e outras m&iacute;dias. Estes n&uacute;meros conseguem querer dizer muito para a carreira de um artista. Por&eacute;m, pro p&uacute;blico, eles nem sempre representam uma coisa: a verdade.</p>

<p>Na batalha pra aparentar sucesso, artistas t&ecirc;m usado outros aliados e tamb&eacute;m f&atilde;s reais. A competi&ccedil;&atilde;o pra aumentar a contagem envolve rob&ocirc;s e ex&eacute;rcitos de falsos ouvintes que fraudam as cifras. Imensos websites cobram para inflar artificialmente os n&uacute;meros, mesmo que servi&ccedil;os de streaming pro&iacute;bam a pr&aacute;tica nos termos de uso e tentem supervisionar e banir fraudadores. Advogados dizem que a manipula&ccedil;&atilde;o da contagem pode ser considerada crime de estelionato pela lei brasileira, no entanto, j&aacute; que ela ocorre em sites estrangeiros, o procedimento sensacional seria penoso.</p>

SocialMediaMarketing-1.jpg

<p>Quer mil views a mais no seu clipe? Bem como h&aacute; venda de seguidores, likes e at&eacute; unlikes (eles recomendam acrescentar um pouquinho de descurtidas em meio a um pacot&atilde;o de curtidas, pra parecer mais natural). Estrat&eacute;gias Para Elaborar (bons) Conte&uacute;dos Para Site E M&iacute;dias sociais De Sua Organiza&ccedil;&atilde;o onde vem esse milagre da multiplica&ccedil;&atilde;o? Todos os websites contam a mesma hist&oacute;ria: t&ecirc;m uma rede de parceiros, ouvintes reais. O discurso comum &eacute; que todos os plays s&atilde;o org&acirc;nicos.</p>

<p>1. Incalcul&aacute;veis web sites de venda fazem uso rob&ocirc;s, ou melhor, pcs programados pra acessar automaticamente v&iacute;deos ou fazer algumas intera&ccedil;&otilde;es pra acrescentar os n&uacute;meros. 2. H&aacute; assim como &quot;fazendas de likes M&iacute;dia social Pra Corpora&ccedil;&otilde;es, Redes sociais Empresas, Redes sociais Nas Empresas . Normalmente funcionam em locais pobres da &Aacute;sia. S&atilde;o pain&eacute;is com centenas de smartphones que ficam o tempo inteiro gerando esses cliques (diretamente por pessoas ou controlados por Computadores - olhe video da GloboNews abaixo). 3. O &uacute;ltimo truque &eacute; negociar espa&ccedil;o em playlists conhecidos. H&aacute; website de &quot;classificados&quot; com gente cobrando pra acrescentar m&uacute;sicas em listas com milhares de seguidores.</p>

<p>A fraude poder&aacute; prejudicar Cinco Truques Sujos Usados Para Manipular Likes E Views Nas Redes sociais n&atilde;o a praticam. A renda de direitos autorais do streaming sai de uma divis&atilde;o do faturamento de corpora&ccedil;&otilde;es, como Google (dona do YouTube) e Spotify. O montante &eacute; distribuido aos artistas de acordo com o n&uacute;mero de execu&ccedil;&otilde;es das m&uacute;sicas. Mais Curtidos Do Que Celebridades, Desconhecidos Se Tornam Populares Na Web : quem tem plays falsos poder&aacute; ganhar mais e recolher por&ccedil;&atilde;o dos honestos.</p>

<ul>
<li>Roni alegou: 22/07/12 &aacute;s 23:58</li>
<li>Perder o controle ao conversar pol&iacute;tica, religi&atilde;o e focos pol&ecirc;micos</li>
<li>7- Crie sua lista de e-mails</li>
<li>Pipoca: 25%</li>
<li>Fazer promo&ccedil;&otilde;es”,</li>
<li>Crie uma 'Snap S&eacute;rie'</li>
<li>1 Tipos de com&eacute;rcio eletr&oacute;nico 1.Um Business-to-business</li>
</ul>

<p>N&atilde;o &eacute; incomum o YouTube apagar a contagem de plays de um video ao discernir acessos artificiais. Em f&oacute;runs de m&uacute;sicos, h&aacute; relatos de artistas que foram banidos ap&oacute;s comprarem milhares de plays nos blogs piratas. No entanto assim como h&aacute; quem passe ileso. O G1 analisou 4 sites que cobram pra acrescentar o n&uacute;mero de plays. Todos t&ecirc;m origem nebulosa. 2. O Streampot, holand&ecirc;s, era bastante citado.</p>

<p>Hoje em dia, no entanto, ele direciona os pedidos de compra para outro website, o Streamko, sem explicar a rela&ccedil;&atilde;o entre as marcas. 3. O Massmediaplus, registrado no Canad&aacute;, n&atilde;o apresenta nenhuma dado sobre a organiza&ccedil;&atilde;o. 4. O &uacute;ltimo, Fiverr, &eacute; de uma corpora&ccedil;&atilde;o israelense com an&uacute;ncios de &quot;freelancers&quot; de incalcul&aacute;veis servi&ccedil;os. Nele n&atilde;o h&aacute; venda direta de plays, entretanto h&aacute; uma &aacute;rea de &quot;servi&ccedil;os de Spotify&quot; em que pessoas cobram para acrescentar m&uacute;sicas em playlists.</p>

<p>Nenhum dos blogs respondeu &agrave;s perguntas enviadas por e-mail sobre o teu funcionamento. O G1 falou com pessoas que tiveram contato com este mercado de adquirir plays. Spotify, apontando pra um dos servi&ccedil;os de inflar contagem. Ele explica que os servi&ccedil;os tentam investigar grandes transforma&ccedil;&otilde;es. Se voc&ecirc; tem 200 plays e compra mais 1 mil, o n&uacute;mero quintuplicado de repente poder&aacute; ser identificado.</p>

Comments: 0

Add a New Comment

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License